Meryl Streep participa de musical com canções do Abba

mamamia.jpgA atriz Meryl Streep é uma das estrelas do musical Mamma Mia, adaptação do espetáculo de mesmo nome que virou um dos clássicos da Broadway. Todas as canções do filme foram feitas pela banda sueca Abba, que nos anos 70 “explodiu” nas rádios com a canção Dancing Queen.

Produzido por Tom Hanks, o longa conta a história de Donna (Meryl Streep), uma mãe que nunca soube a real identidade do pai da sua filha. A situação muda quando a garota resolve se casar e acaba convidando três homens que podem ser seu verdadeiro pai para a grande festa, entre eles o personagem interpretado por Pierce Brosnan.

Dentre os sucessos da trilha sonora, figuram Dancing Queen e a própria Mamma Mia, que compõe o trailer:

Desde sua estréia em Londres, em 1999, Mamma Mia arrecadou mais de um bilhão de dólares em todo o mundo, se tornando um dos musicais de maior sucesso de todos os tempos.

Mamma Mia estréia no Brasil em 15 de agosto.

Gente, fala a verdade se o filme não promete? Eu sou suspeitíssima, porque 1°: Adoro musicais; 2°: Adoro a Meryl Streep; 3°: Adoro o Tom Hanks e tudo o que tenha o dedinho dele envolvido; e 4°: curto as músicas do Abba… então… minhas expectativas estão lá em cima. Só o trailer já dá uma tremenda água na boca, né?! Sem falar do quão contagiante é! (jura que você não se remexeu nem um pouquinho aí na cadeira na onda do “Mamma Mia!”? rsrsrs) 😀

Fonte: Terra

The Dark Knight – Fotos, Poster e Teaser do Filme

Depois do maravilhoso Batman Begins, a Warner Bros está investindo pesado na saga do morcego, basta olhar para o elenco fabuloso e a produção fora de série. Destaque bem destacado para o Coringa, interpretado por Heath Ledger, que está mais sádico e com cara de maluco do que nunca.

646052-8038-in.jpg

Capa da última Empire. Não dá um frio na espinha só de olhar?

2014.jpg

dark-knight-joker.jpg

heath-joker.jpg

poster_dark_knight_joker.jpg

thedarkknight1.jpg

thedarkknight2.jpg

thedarkknight3.jpg

thedarkknight4.jpg

thedarkknight5.jpg

thedarkknight6.jpg

thedarkknight10.jpg

De olho no elenco:

Christian Bale (Bruce Wayne/Batman)
Heath Ledger (Joseph ‘Joe’ Kerr/O Coringa)
Aaron Eckhart (Harvey Dent/Duas-Caras)
Maggie Gyllenhaal (Rachel Dawes)
Michael Jai White (Gamble)
Michael Caine (Alfred Pennyworth)
Gary Oldman (Tenente James ‘Jim’ Gordon)
Colin McFarlane (Comissário Loeb)
Morgan Freeman (Lucius Fox)
Eric Roberts (Salvatore ‘Sal’ Maroni)
Anthony Michael Hall (Reese)

Em The Dark Knight, Batman e o Tenente James Gordon se unem ao promotor público Harvey Dent (que mais tarde surgirá como o vilão Duas-Faces/Duas-Caras) para capturar Coringa.

Ficou com água na boca? Termine babando, assistindo ao teaser trailer.

Estréia mundial em 18 de Julho de 2008.

Novas fotos d’A Mulher Biônica.

A única mulher que poder dizer “Isso eu faço com uma mão só!” e falar a verdade. 🙂

91207bionic1.jpg 91207bionic2_2.jpg 91207bionic3_0.jpg 91207bionic4.jpg

bionic1.jpg bionic2.jpg 91207bionic8.jpg 91207bionic6.jpg

Abaixo, o promo extendido:

“Bionic Woman” (NBC) – Estréia dia 26 de Setembro
Nesta releitura da clássica série de 1976, a bela Jaime Sommers tem uma vida dividida entre o emprego de bartender e a tarefa de cuidar sua irmã adolescente. Ao lado de seu namorado, Will – um enigmático médico e professor universitário -, sofre um acidente de carro, ficando entre a vida e a morte. Graças a uma série de cirurgias ela sobrevive – mas percebe que as operações foram parte de um experimento secreto em que Will está envolvido e a transformaram em uma mulher-ciborgue cheia de poderes.

Novo trailer de Harry Potter e a Ordem da Fênix

Harry Potter e a Ordem da FênixUm novo trailer de Harry Potter e a Ordem da Fênix, desenvolvido especialmente para os cinemas IMAX, acaba de cair na rede. A prévia tem algumas cenas inéditas, seres em CGI, muita ação aérea e pirotecnia.

Clique aqui e assista. Ou clique aqui e adquira os DVDs do Harry Potter.

Clique nas imagens abaixo para ver maior algumas cenas do filme.

HPhp3.jpg

 

 

 

hp2.jpg

hp5.jpghp_6.jpg

Sessão Nostalgia – Victor ou Victoria

 Victor Vitoria - Cartaz Broadway

Um homem que personifica uma mulher no palco? Fácil. Mas uma mulher, cujo sustento depende dela se passar por um homem que finge ser mulher? Agora começam os problemas.  

Essa deliciosa comédia musical de 1982, estrelada pela maravilhosa Julie Andrews (que dispensa apresentações), é um filme de Blake Edwards (A Pantera Cor-de-Rosa e Boneguinha de Luxo) com música de Henry Mancini e Leslie Bricusse, vencedores do Oscar de “Melhor Trilha Sonora”. No elenco, o tbm maravilhoso Robert Preston (Carroll Todd ‘Toddy’), que interpreta um ator de cabaret que,  para ajudar a amiga em dificuldades (Andrews), cria o papel do homem que posa como mulher. James Garner (King Marchand) é o homem de negócios apaixonado por Victor, mas tem certeza que o transformista seja na verdade Victoria. E Lesley Ann Warren (Norma) a namorada bonitinha, mas pouco inteligente e irritante de King  

A estória se passa na requintada Paris de 1934. A cantora lírica Victoria Grant encontra-se numa situação extremamente difícil, até conhecer por acaso, o divertido e encantador Toddy, que acaba tornando-se seu melhor amigo. Num lampejo de criatividade e bom humor, Toddy idealiza um personagem (Conde Victor Grezhinski) que pode tornar ambos muito ricos e mudar suas vidas para sempre. É aí que Victoria, que não tem mais nada a perder, torna-se Victor, que interpreta Victoria nos palcos.  

vv_21-2.jpg

É simplesmente um filme delicioso de assistir. Sem a menor dúvida, meu musical favorito. Tive o prazer de assisti-lo ainda criança, e nunca mais esqueci. Na adolescência consegui grava-lo em VHS e já adulta o adquiri assim que foi lançado em DVD. Fazia um bom tempo que ele estava quietinho, sem ser assistido, em meio a outros filmes. Até que minha sobrinha (de apenas 1 aninho e 3 meses) se encantou por ele, justamente pela enorme boca vermelha que estampa a capa, e lá acabei separando-o para rever. E foi como se estivesse assistindo pela primeira vez. É sempre muito prazeroso e divertido. Mas ao visitar os extras, vi que mesmo tendo o musical há tantos anos, ainda não havia explorado o filme completamente. A versão com comentários da atriz Julie Andrews e do diretor e roteirista Blake Edwards, não fora assistida. Ah, não perdi tempo. E que presente eu me dei aquela tarde. Simplesmente fabuloso. Vinte anos depois, o casal Andrews & Edwards (que são casados desde 1969 e têm 5 filhos dessa união) contam curiosidades maravilhosas, como: o filme ter sido totalmente rodado em dois estúdios na Inglaterra, sem nenhuma tomada externa; o cuidado em passar o filme no inverno, mas evitando os tons de azul e abusando dos tons quentes, como vermelho, laranja, rosa, para deixar o filme alegre, já que o musical trata de muito amor e carinho; o pavor que Julie tem de baratas e como foi complicado gravar as cenas que necessitavam do inseto perto dela; a maneira em como eles trabalhavam com as baratas, congelando-as e, na hora de filmar, descongelando-as com o secador de cabelo; o filho do casal que faz uma pontinha no filme, como um dançarino gay boquiaberto com o novo astro dos palcos, Victor (os pais se esbaldam ao contar em como o filho interpretou o personagem com maestria e lamentam ele ter decidido trabalhar atrás das câmeras, sendo que seu talento como ator é imenso… rsrsrs); a harmonia incomparável do elenco e equipe; e tantas outras curiosidades do back stage, que tornam o filme ainda mais interessante. 

vv_06.jpgvv_17.jpg

vv_25.jpgvv_34-1.jpg

vv_46.jpgvv_47.jpg

E o mais bonito nisso tudo, é a enorme admiração que Blake e Julie tem um para com o outro como profissionais, e, para com o filme tbm. É sem dúvida mais um filho do casal, tamanho o amor por essa obra. O tempo todo eles deixam isso bem claro. A afeição é imensa.

E o final dos comentários não poderia fechar de forma mais bonita: 

“There’s nothing better than being in love with someone and doing something together.”  

Imagina, o Blake fala isso depois de trinta anos de casado. Não é lindo??? 🙂 

Blake Edwards & Julie Andrews

Pois é, preparem-se, pois a despedida dos comentários dos dois é uma sucessão de lindas declarações. 😀 

Não posso deixar de comentar as excelentes performances de Julie como Victoria e da trilha sonora maravilhosa. Simplesmente encantadoras! Eu adoro TODAS as apresentações musicais, tanto “Le Jazz Hot”, “You And Me”, “Crazy World”…, ficando complicadíssimo optar por uma, mas se fosse para escolher, eu diria que a  performance de “The Shady Dame From Seville” se destaca um pouquinho mais que as outras para mim. Tem toda uma movimentação que adoro e, Julie simplesmente dá um show, sendo impossível não se encantar.

Segue o vídeo abaixo: 

 

E é nessas horas que a gente lamenta que uma atriz como essa esteja limitada pela idade. Pessoas assim jamais deveriam envelhecer, pois só acrescentam e tornam a vida mais bela, não é mesmo?!  

Julie Andrews tem um “quê” especial, não adianta. Ela prende sua atenção com aquele jeitinho, com aquela doçura sem tamanho. Transparece no olhar. É algo natural nela, um carisma imenso. E que talento, hein?! Imensurável!!! 

Para terminar, deixo o trailer do filme, para quem não assistiu ficar com água na boca, e para quem já assistiu, querer assistir novamente: 

   

Victor ou Victoria Ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora, além de ter sido indicado em outras 6 categorias: Melhor Atriz (Julie Andrews), Melhor Ator Coadjuvante (Robert Preston), Melhor Atriz Coadjuvante (Lesley Ann Warren), Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Roteiro Adaptado. Julie Andrews ganhou o Globo de Ouro (Melhor Atriz), Robert Preston ganhou o prêmio da National Board of Review (Melhor Ator Coadjuvante) e Warren (Melhor Atriz Coadjuvante). Também venceu o Writers Guild Of America Awards (Melhor Comédia AdaptadaBlake Edwards) e o prêmio  César de Melhor Filme Estrangeiro. E recebeu uma indicação ao Grammy de Melhor Trilha Sonora TV/Cinema. 

O filme também tornou-se um musical de muito sucesso na Broadway, com sua atriz principal, Julie Andrews, e ousou em cenas que acabaram não entrando no filme.

Trailer – The Brave One

Vim aqui me desculpar pela demora do meu post (que deveria ter saído ontem) e avisar que Jodie Foster saiu da toca novamente!

>pausa para contemplação do fato<

Seu novo filme, The Brave One chega aos cinemas americanos em Setembro desse ano.

Jodie conseguiu se (re)estabelecer com papéis de mulheres independentes, emocionalmente fortes e em perigo iminente. E todos concordam que não há nada de errado nisso! Dessa vez, ela é Erica, uma mulher que, após um ataque brutal, sai numa missão de vingança, com direito a tiroteio e tudo mais.

Eu trago provas:

 

No filme, Jodie faz par romântico com Naveen Andrews, mais conhecido como o Sayid de Lost.

Assista o trailer e tire um momento para contemplar um pouco mais. 🙂