Sessão Nostalgia – Victor ou Victoria

 Victor Vitoria - Cartaz Broadway

Um homem que personifica uma mulher no palco? Fácil. Mas uma mulher, cujo sustento depende dela se passar por um homem que finge ser mulher? Agora começam os problemas.  

Essa deliciosa comédia musical de 1982, estrelada pela maravilhosa Julie Andrews (que dispensa apresentações), é um filme de Blake Edwards (A Pantera Cor-de-Rosa e Boneguinha de Luxo) com música de Henry Mancini e Leslie Bricusse, vencedores do Oscar de “Melhor Trilha Sonora”. No elenco, o tbm maravilhoso Robert Preston (Carroll Todd ‘Toddy’), que interpreta um ator de cabaret que,  para ajudar a amiga em dificuldades (Andrews), cria o papel do homem que posa como mulher. James Garner (King Marchand) é o homem de negócios apaixonado por Victor, mas tem certeza que o transformista seja na verdade Victoria. E Lesley Ann Warren (Norma) a namorada bonitinha, mas pouco inteligente e irritante de King  

A estória se passa na requintada Paris de 1934. A cantora lírica Victoria Grant encontra-se numa situação extremamente difícil, até conhecer por acaso, o divertido e encantador Toddy, que acaba tornando-se seu melhor amigo. Num lampejo de criatividade e bom humor, Toddy idealiza um personagem (Conde Victor Grezhinski) que pode tornar ambos muito ricos e mudar suas vidas para sempre. É aí que Victoria, que não tem mais nada a perder, torna-se Victor, que interpreta Victoria nos palcos.  

vv_21-2.jpg

É simplesmente um filme delicioso de assistir. Sem a menor dúvida, meu musical favorito. Tive o prazer de assisti-lo ainda criança, e nunca mais esqueci. Na adolescência consegui grava-lo em VHS e já adulta o adquiri assim que foi lançado em DVD. Fazia um bom tempo que ele estava quietinho, sem ser assistido, em meio a outros filmes. Até que minha sobrinha (de apenas 1 aninho e 3 meses) se encantou por ele, justamente pela enorme boca vermelha que estampa a capa, e lá acabei separando-o para rever. E foi como se estivesse assistindo pela primeira vez. É sempre muito prazeroso e divertido. Mas ao visitar os extras, vi que mesmo tendo o musical há tantos anos, ainda não havia explorado o filme completamente. A versão com comentários da atriz Julie Andrews e do diretor e roteirista Blake Edwards, não fora assistida. Ah, não perdi tempo. E que presente eu me dei aquela tarde. Simplesmente fabuloso. Vinte anos depois, o casal Andrews & Edwards (que são casados desde 1969 e têm 5 filhos dessa união) contam curiosidades maravilhosas, como: o filme ter sido totalmente rodado em dois estúdios na Inglaterra, sem nenhuma tomada externa; o cuidado em passar o filme no inverno, mas evitando os tons de azul e abusando dos tons quentes, como vermelho, laranja, rosa, para deixar o filme alegre, já que o musical trata de muito amor e carinho; o pavor que Julie tem de baratas e como foi complicado gravar as cenas que necessitavam do inseto perto dela; a maneira em como eles trabalhavam com as baratas, congelando-as e, na hora de filmar, descongelando-as com o secador de cabelo; o filho do casal que faz uma pontinha no filme, como um dançarino gay boquiaberto com o novo astro dos palcos, Victor (os pais se esbaldam ao contar em como o filho interpretou o personagem com maestria e lamentam ele ter decidido trabalhar atrás das câmeras, sendo que seu talento como ator é imenso… rsrsrs); a harmonia incomparável do elenco e equipe; e tantas outras curiosidades do back stage, que tornam o filme ainda mais interessante. 

vv_06.jpgvv_17.jpg

vv_25.jpgvv_34-1.jpg

vv_46.jpgvv_47.jpg

E o mais bonito nisso tudo, é a enorme admiração que Blake e Julie tem um para com o outro como profissionais, e, para com o filme tbm. É sem dúvida mais um filho do casal, tamanho o amor por essa obra. O tempo todo eles deixam isso bem claro. A afeição é imensa.

E o final dos comentários não poderia fechar de forma mais bonita: 

“There’s nothing better than being in love with someone and doing something together.”  

Imagina, o Blake fala isso depois de trinta anos de casado. Não é lindo??? 🙂 

Blake Edwards & Julie Andrews

Pois é, preparem-se, pois a despedida dos comentários dos dois é uma sucessão de lindas declarações. 😀 

Não posso deixar de comentar as excelentes performances de Julie como Victoria e da trilha sonora maravilhosa. Simplesmente encantadoras! Eu adoro TODAS as apresentações musicais, tanto “Le Jazz Hot”, “You And Me”, “Crazy World”…, ficando complicadíssimo optar por uma, mas se fosse para escolher, eu diria que a  performance de “The Shady Dame From Seville” se destaca um pouquinho mais que as outras para mim. Tem toda uma movimentação que adoro e, Julie simplesmente dá um show, sendo impossível não se encantar.

Segue o vídeo abaixo: 

 

E é nessas horas que a gente lamenta que uma atriz como essa esteja limitada pela idade. Pessoas assim jamais deveriam envelhecer, pois só acrescentam e tornam a vida mais bela, não é mesmo?!  

Julie Andrews tem um “quê” especial, não adianta. Ela prende sua atenção com aquele jeitinho, com aquela doçura sem tamanho. Transparece no olhar. É algo natural nela, um carisma imenso. E que talento, hein?! Imensurável!!! 

Para terminar, deixo o trailer do filme, para quem não assistiu ficar com água na boca, e para quem já assistiu, querer assistir novamente: 

   

Victor ou Victoria Ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora, além de ter sido indicado em outras 6 categorias: Melhor Atriz (Julie Andrews), Melhor Ator Coadjuvante (Robert Preston), Melhor Atriz Coadjuvante (Lesley Ann Warren), Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Roteiro Adaptado. Julie Andrews ganhou o Globo de Ouro (Melhor Atriz), Robert Preston ganhou o prêmio da National Board of Review (Melhor Ator Coadjuvante) e Warren (Melhor Atriz Coadjuvante). Também venceu o Writers Guild Of America Awards (Melhor Comédia AdaptadaBlake Edwards) e o prêmio  César de Melhor Filme Estrangeiro. E recebeu uma indicação ao Grammy de Melhor Trilha Sonora TV/Cinema. 

O filme também tornou-se um musical de muito sucesso na Broadway, com sua atriz principal, Julie Andrews, e ousou em cenas que acabaram não entrando no filme.

Anúncios

7 comentários em “Sessão Nostalgia – Victor ou Victoria

  1. Andréa, que post é esse?
    Tudo de bom..
    Eu AMO musicais. FIco que não consigo piscar os olhos diante da tela. Os dois são excelentes, inclusive como marido e mulher. Nem parecem que tem trinta anos de casados. Amei.

  2. AMOR DA VITORIA???????????????????????????????????
    ??????????????????????????????????????????????????????
    ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s