Era Uma Vez no Oeste

Sinopse
Em virtude das terras que possuía serem futuramente a rota da estrada de ferro, um pai e todos os filhos são brutalmente assassinados por um matador profissional. Entretanto, ninguém sabia que ele, viúvo há seis anos, tinha se casado com um prostituta de Nova Orleans, que passa ser a dona do local e recebe a proteção de um hábil atirador, que tem contas a ajustar com o frio matador.

Opinião
Foi minha primeira experiência com faroeste e já comecei com um filme do mestre faroeste-espaguete Sergio Leone. Era Uma Vez no Oeste tem um ritmo um pouco diferente dos outros filmes do estilo: a narrativa um pouco mais lenta e menos bangue-bangue. Você tem que realmente VER o filme, prestar a atenção nas cenas, pois muito da história é explicada sem diálogos, só com detalhes, nas ações dos atores, nos gestos feitos; coisas que desaprendemos com a maioria dos filmes modernos, que nos dão tudo mastigado.

A história é carregada de drama e parte dos créditos vai para a trilha sonora. Que trilha sonora soberba! Dá um clima muito legal para o filme, sabe? Aquele ar de suspense, de mistério. Charles Bronson está maravilhoso como O Gaita. A gente já sabe que quando ele toca sua gaita, algo vai acontecer. E a parte da vingança? Gosto de filmes de vinganças, de personagens que passam anos tramando e se preparando para o dia D, o dia em que vingarão toda a humilhação e perda que tiveram. Isso é empolgante! V de Vingança, O Conde de Monte Cristo são filmes que não me canso de ver!

Outra coisa legal é que nos filmes faroestes, a questão mocinho-bandido é bem clara desde o início. Não há corrupção, não há o-bom-moço-que-se-torna-mau-por-um-trauma-sofrido-na-infância. Nos bangues-bangues bom é bom, mau e mau e ponto final. Henry Fonda no papel do “the bad guy” está demais!

Nota
9.
Gostei muito dessa experiência e quero repeti-la com Era Uma Vez na América que dizem ser um dos melhores filmes de Sergio Leone. Só tenho que achá-lo nas locadoras…

Pra Saber Mais
IMDB
Adoro Cinema

Anúncios

4 comentários em “Era Uma Vez no Oeste

  1. por favor alguem poderia me diser o nome da musica que canta quando claudia a personagem jill de claudia cardinale chega na cidade e percbendo que ninguem a espera a cmera focalisa o rerlogio e ai canta essa musica linda num senario perfeito de faroeste. aguardo.

  2. A primeira vez que assisti:”Era Uma Vez No Oeste”(1968),com Charles Bronson,foi no Cine Santo Antônio,na Cidade de Passa Tempo(MG).no ano de 1971.Porém,uma coisa me “surtou” foi a indelével trilha sonora de Ennio Morricone.A partir dessa época comecei a manifestar uma certa Morricomania,onde passei a interessar pelas coisas do universo da Sétima arte.Hoje possuo um acervo particular de Cinema na grande BH.Lembrando que na trilha sonora,temos a colaboração memorável de Edda Dell’Orso(beck vocal) e (esposa de Giacomo Dell’Orso),harmônica:Franco De gemini,trompete de Michele Lacerenza e o Coral Moderno de Alessandro Alessandroni(o assoviador de Morricone).mlmlmarcoslima@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s