2001: Uma Odisséia no Espaço

Sinopse
Desde a “Aurora do Homem” (a pré-história), um misterioso monolito negro parece emitir sinais de outra civilização interferindo no nosso planeta. Quatro milhões de anos depois, no século XXI, uma equipe de astronautas liderados pelo experiente David Bowman (Keir Dullea) e Frank Poole (Gary Lockwood) é enviada à Júpiter para investigar o enigmático monolito na nave Discovery, totalmente controlada pelo computador HAL 9000. Entretanto, no meio da viagem HAL entra em pane e tenta assumir o controle da nave, eliminando um a um os tripulantes.

Opinião
Alguns filmes não são feitos para certas pessoas assistirem, é o que dizem. E depois deste filme sou obrigada a concordar com tal afirmação. Eu simplesmente não entendo o porquê de tanta euforia em cima de um filme sem graça como esse. Esperei demais do filme por conta de tanta propaganda: Oscar, lista dos 250 melhores do IMDB. O filme é considerado um cult. É muito provavel que – na minha ignorância – eu simplesmente não o tenha entendido e aqui, voltamos a afirmação inicial. Filme monótomo, cansativo, pesado. O primeiro diálogo só aparece aos 23 minutos de filme. Não há uma história concreta e o final é incerto. Você senta no sofá pra assistir o filme sem entender nada e sai do sofá quase três horas depois sem entender nada. Hã? O que foi? O que há? O que era aquilo? O HAL 9000, o famoso computador do filme, que eu esperava ser a estrela principal pelo tanto que li e ouvi falar, tem seus quinze longos minutos de fama. Longos demais na minha opinião.

No entanto, serei justa em alguns itens como efeitos especiais e fotografia. Principalmente para um filme de 1968, quando o homem nem tinha pisado na lua, mas o diretor já fazia referência a. A trilha sonora é soberba combinada com as imagens de tirar o folego do espaço.

Nota
4
.
2001 é um filme com belas imagens, belas músicas, mas cenas desnecessariamente longas e história confusa. E só.

Pra Saber Mais
IMDB
Adoro Cinema

Anúncios

6 comentários em “2001: Uma Odisséia no Espaço

  1. Opinião é opinião. Mas nota 4??? 2001 é um filme diferente. Você quer ação? Então vá ver um filme do 007. É um filme que levanta muitos questionamentos sobre a nossa real posição no Universo. Surgimos por acaso ou fomos “plantados” na Terra?

    É uma alegoria. Quem já leu o livro do Arthur Clarke (eu já li) imagina como o filme é bem diferente do livro. A história é a mesma, mas muita coisa foi adaptada. Não ficou pior, apenas diferente. Aliás, Clarke e Kubrick escreveram juntos o roteiro.

    Sobre a questão do HAL, depois que aparece a nave indo em direção a Jupiter, ele é uma presença constante, pairando no ar. Não é preciso aparecer na tela; sua influência é significitiva, como uma caixa de pandora aberta pela metade e ainda não sabemos o que vai ficar no fundo.

    Sugestão minha: assista novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s